Landing Page: 3 práticas altamente recomendadas

Sua Landing Page no próximo nível

Os TOP profissionais de marketing precisam saber como criar uma Landing Page atraentes especialmente projetadas para convencer os clientes a se engajar e converter.

É preciso que você entenda a importância de chamar a atenção dos leitores com manchetes cativantes, tornando o texto mais fácil de ler, com parágrafos curtos e diretos, usando imagens impressionantes que criam conexões emocionais.

Mas existe algo que os profissionais de marketing digital podem não saber: para criar landing pages é preciso ir além do que olhos conseguem enxergar.

Por este motivo, compilei três das minhas melhores práticas que irão levar sua landing page para o próximo nível e aumentar o engajamento das suas próximas campanhas.

Varie suas Landing Pages de acordo com suas metas

Existem dois tipos principais de landing pages com características e benefícios significativos.

Landing Page Hub

Essas páginas contém várias ofertas, infográficos, e-books, vídeos, etc. As pessoas chegam até aqui quando estão pesquisando sobre um assunto.

Embora chame muita atenção, normalmente convertem menos. Portanto, se você deseja apenas engajar pessoas no topo do funil, as landing pages no estilo hub são uma ótima opção.

Landing Page de oferta única

Este tipo de landing page contém apenas um recurso/produto. Elas são destinadas a pessoas que já tem ciência de seu desejo.

Essas páginas podem não ter muito tráfego, porém os leitores que chegam até ela tem mais chances de converter. Portanto, ela é mais indicada para segmentar prospectos mais abaixo no funil.

Sempre haverá espaço para estes dois tipos de páginas em sua estratégia de marketing. Você só precisa pensar no que está tentando alcançar antes de criar suas páginas.

Conte uma história consistente durante sua campanha

Por mais cruciais que sejam para gerar leads, as landing pages são apenas um pequeno componente da sua campanha de marketing integrada. Eles precisam se encaixar perfeitamente na história abrangente que você está dizendo ao seu público.

Pense na sua campanha como um livro. Seus anúncios digitais e mensagens de e-mail são as páginas introdutórias. Eles atraem leitores e preparam o palco para o que está por vir.

O ativo que você oferece aos usuários é a conclusão. É a razão pela qual eles se envolvem com seu conteúdo – ou pegam seu livro – em primeiro lugar.

Isso faz de suas landing pages os capítulos intermediários tão importantes. Não inspire seus clientes potenciais neste momento crítico e eles rapidamente o abandonarão.

E se eles pularem do navio neste ponto da jornada, eles estarão muito menos inclinados a embarcar novamente no futuro.

Então, como garantir que suas landing pages cativem os leitores?

Para começar, verifique se eles não são repetitivos em outras partes da sua campanha. Todos os seus materiais devem ser diferentes, oferecendo valor e intriga suficientes para convencer os clientes potenciais a dar o próximo passo.

Colete dados aos poucos e não tudo de uma vez

Um dos objetivos das suas landing pages é fornecer conteúdo valioso que instrua os leitores e ajude o público a tomar decisões de compra. Mas são igualmente vitais para te ensinar mais sobre as pessoas interessadas em seu produto ou serviço.

Infelizmente, muitos profissionais de marketing levaram este caminho longe demais, pedindo a seus prospects uma quantidade aparentemente infinita de informações, desde a receita anual até o orçamento do departamento.

Mas por que você precisa de toda essa percepção imediatamente?

Estudos mostraram que menos campos em formulários geram taxas de conversão mais altas .

É claro que existe uma maneira de reduzir o número de campos de formulário, aumentar as conversões e coletar todos os dados de que você precisa. É chamado de perfil progressivo.

E enquanto alguns profissionais de marketing adotaram essa abordagem, muitos a evitaram. Por quê? Porque eles não dominam as ferramentas ou processos envolvidos.

Veja como funciona o perfil progressivo:

Você começa pedindo ao seu cliente em potencial o nome e o endereço de e-mail. Isso lhes dá acesso ao recurso que eles querem.

Então, através de um email de acompanhamento ou de uma página de agradecimento, você oferece a eles um ativo de bônus, mas apenas em troca de algumas informações adicionais.

Se ainda houver lacunas em seus dados, você poderá preenchê-las com ferramentas de enriquecimento de dados de terceiros, como captura da Web, pesquisa reversa de IP e criação de perfil social.

Os profissionais de marketing geralmente usam esses métodos para coletar informações importantes, incluindo nomes de empresas e cargos.

A coleta de dados de forma incremental permite que você cuide de seus leads sem desativar os possíveis clientes solicitando informações iniciais demais.

Use uma ferramenta de automação de marketing

Agora que você conhece essas práticas recomendadas para levar suas landing pages para o próximo nível, talvez esteja se perguntando qual a melhor forma de fazer tudo isso?

O software de automação de marketing pode ajudar. Ele serve como um hub central para gerenciar os muitos componentes envolvidos na melhoria de suas páginas de destino.

Você pode usá-lo para decidir qual estilo da landing page seria mais eficaz para suas finalidades exclusivas – realizando testes A/B por exemplo, tecer uma história consistente em todos os materiais de sua campanha e fortalecer sua estratégia de coleta de dados.
Criar landing pages melhores é criar melhores experiências para os clientes. E, aproveitando um inovador software de automação de marketing, você certamente conseguirá elevar suas landing pages em suas próximas campanhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *